Incrível: Iris vira saco de pancada dentro do próprio PMDB. Até o Mabel bate nele

O ex-prefeito Iris Rezende deixou de ser unanimidade no PMDB há muito tempo, com as vozes de renovação explodindo por todos os cantos do partido. Mas, esses clamores eram localizados e sempre abafados. Ninguém tinha coragem de dizer de público e quem abria a boca era defenestrado de imediato.

A realidade mudou, principalmente depois do anúncio da filiação de Júnior Friboi ao partido.

A ordem agora é desconstruir todas as chances de Iris pleitear a vaga de candidato a governador em 2014.

Para isso, peemedebistas de vários naipes são escalados para ocupar todos os espaços na mídia com críticas ao velho cacique, que está ficando isolado no PMDB, por mais incrível que isso possa parecer.

Nesta sexta-feira, foi a vez do deputado Sandro Mabel, em nota na coluna Giro, disparar contra Iris.

Leia a nota:

 

Temer teria dito que filiação de Júnior ao PMDB é pedido de Dilma

O vice-presidente Michel Temer teria admitido para o deputado Sandro Mabel que trabalhou pela filiação do empresário José Batista Júnior (JBS/Friboi) a pedido da presidente Dilma Rousseff (PT), que estaria feliz por cumprir a missão e que esta seria a melhor alternativa para a aliança PMDB-PT em Goiás. A conversa foi na quarta-feira em Brasília. Mas o deputado diz que a estratégia inicial era que Júnior mantivesse o controle do PSB. “Não deu certo e colocou Vanderlan Cardoso no jogo para valer em Goiás”, enfatiza. Sobre a reação de Iris Rezende em relação à filiação de Júnior ao PMDB, Mabel diz: “Pesquisas mostram que a candidatura de Iris mantém o governador Marconi Perillo (PSDB) como fator novo. E para ser candidato ao governo em 2014 será preciso ter muita disposição e estrutura de campanha.”