Assista: Adib ameaça perseguir policiais civis se Caiado for eleito

Transtornado com a prisão de dois companheiros e funcionários da prefeitura de Catalão suspeitos de promover um atentado contra o radialista Ricardo Nogueira, o prefeito Adib Elias (MDB) reuniu correligionários e fez um discurso que assustou pela violência.

O emedebista disse que está mudando de “rumo político” — vai apoiar Ronaldo Caiado para governador e deve trocar o MDB pelo DEM do senador — e atacou, com extrema ferocidade, os policiais e o delegado da Polícia Civil de Catalão.

A prisão de Sérgio Fornalla e Argélia Teixeira aconteceu na última terça-feira, 27. Thiago Koga está foragido. A fala de Adib parece conter uma ameaça, quando diz que, a partir de janeiro de 2019, tudo será diferente em Goiás.

O prefeito chegou a frisar que dará o destino que “eles” — policiais — “merecem”. Noutras palavras, Adib Elias parece que está repetindo a linguagem dos tempos coronelísticos: “Aos amigos, tudo; aos inimigos, a lei”. Ou a perseguição. Delegados serão “demitidos” ou “transferidos” — à revelia da lei.

Criminosos atiraram bananas de dinamite contra a casa de Ricardo Nogueira, em Três Ranchos, município próximo de Catalão. Ricardo Nogueira sofreu ferimentos nas costas. Sua mulher foi atingida e recebeu atendimento num pronto-socorro.

Há marcas dos explosivos em várias partes da residência. O deputado Gustavo Sebba, do PSDB, afirmou: “Graças a Deus, o pior não aconteceu”. Para o parlamentar, trata-se de um atentado político. O radialista fazia críticas ao presidente da Câmara Municipal, Deusmar Barbosa, e ao prefeito Adib Elias.

Assista ao vídeo: