Demitido por Daniel, Czepak já foi dispensado por Iris, Paulo Garcia, DM e Popular 

Demitido pelo deputado federal Daniel Vilela (MDB) no fim de fevereiro, Rodrigo Czepak é um dos jornalistas goianos que mais colecionam demissões na carreira. Já são cinco, no total.

Antes de ser defenestrado por Daniel por causa de um post com ataque ao prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, Czepak já havia sido demitido pelo Diário da Manhã, pelo prefeito Iris Rezende (MDB), pelo falecido ex-prefeito Paulo Garcia (PT), de quem foi secretário de Comunicação, e pelos jornais Diário da Manhã e O Popular, onde começou a carreira.

Czepak também fez parte do desastroso projeto do empresário Júnior Friboi para se eleger governador de Goiás.