Na nova RBC, Jalles diz que operação Decantação atrasou obras da Saneago

Em entrevista à nova Rádio Brasil Central (RBC), o presidente da Saneago, Jalles Fontoura, afirmou que a operação Decantação atrasou em 1 ano a obra do sistema produtor de água tratada Corumbá IV, que quando estiver finalizado vai atender 1,3 milhão de habitantes no Distrito Federal e em Goiás.

“Esta operação Decantação está completamente superada. Houve muita injustiça, tanto é que um engenheiro nosso suicidou. E ela afetou o CNPJ da empresa. Atrasou em um ano o término do sistema Corumbá IV, o que prejudicou não só o entorno do DF, como Brasília. Hoje a empresa está muito transparente”, afirma Jalles.

A Decantação foi coordenada pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal e tinha como alvo suspeitas de irregularidades na Saneago. As investigações começaram em 2007 e resultou na denúncia de 17 empresas ou consórcios e outros 38 pessoas, além de ter pedido q prisão de quatro pessoas. Ouça abaixo: