Pela 2ª vez em 1 semana, Baldy ouve apelo para continuar ministro

O goiano Alexandre Baldy ouviu, pela 2ª vez em menos de uma semana, apelo para que continue no cargo de ministro das Cidades e desista de disputar a eleição (o prazo de desincompatibilização para agentes públicos que pretendem disputar eleição expira no dia 7 de abril). Desta vez, o pedido foi de Elinaldo Araújo, prefeito de Camaçari, no Maranhão.

“O senhor está olhando para quem mais precisa, para os mais pobres e está humanizando este Governo. Peço para que fique”, afirmou.

No fim da semana passada, no seminário de lançamento do programa Todos pela Habitação, no Rio de Janeiro, o governador do Estado, Luiz Fernando Pezão (MDB), apresentou a mesma reivindicação.

“Já falei pro Baldy não sair no dia 7 de abril, se sacrificar e ficar sem mandato nos próximos anos para dar continuidade, até o final do ano, ao trabalho maravilhoso que está fazendo no ministério. Ele é jovem, pode não se candidatar agora e depois volta logo para o cargo de presidente da República”, disse Pezão.