Prisão de amigos de Temer deixa Daniel em apuros

A prisão de três amigos do presidente Temer (José Yunes, Antônio Celso Greco e João Batista Lima) deixa o deputado federal Daniel Vilela, candidato do MDB a governador em Goiás, numa situação delicada.

Eis porque: o meio político já dá como certa uma terceira denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Temer. Para que esta denúncia seja investigada agora pela Justiça, ela terá de ser rejeitada pela maioria da Comissão de Constituição e Justiça e plenário da Câmara.

O papel do presidente da CCJ (cargo que Daniel vai ocupar a partir dos próximos dias) e da Câmara é fundamental para impedir que manobras da oposição aconteçam.

Resumindo: Daniel vai ser que se expor e agir com firmeza para salvar a pele de Temer.

Imagine o desgaste.