Fila por cirurgias eletivas em Goiânia tem mais de 23 mil pacientes

Em função da decisão da Secretaria de Saúde de Goiânia de cortar o complemento pago para médicos ao baixo valor da tabela do SUS, a fila de cirurgias eletivas tem mais de 23 mil pacientes na Capital. 

O dado é do Conselho Federal de Medicina e foi publicado no dia 4 de dezembro de 2017. Na manhã desta segunda-feira, 16 de abril, o vereador Jorge Kajuru (PRP) afirmou à Comissão de Saúde da Câmara Municipal que o número aumentou. 

Além do corte na remuneração paga pela secretaria, outro fator que estaria contribuindo para gerar fila é a decisão da prefeitura de não encaminhar pacientes para hospitais filantrópicos, de modo a conter gastos. 

A fila em todo o Estado era de mais de 55 mil pessoas em dezembro. 

Compartilhe