Iris quer gastar 30% do dinheiro público sem pedir aval da Câmara

O prefeito Iris Rezende (MDB) enviou à Câmara Municipal na última segunda-feira matéria que o autoriza a remanejar até 30% do orçamento de acordo com a sua própria vontade, sem ter de consultar a Câmara.

O valor é o mesmo sugerido pela gestão do prefeito Iris Rezende (MDB) no último ano, quando sofreu derrota e aceitou índice de 21%. À época, o tema gerou polêmica entre vereadores de oposição, que defendiam um valor de apenas 5%. A informação é do Jornal Opção.

Se a Câmara aprovar os 30%, jogará no lixo a sua atribuição de fiscalizar e ajudar na construção do Orçamento. Assumirá, de uma vez por todas, que sua única função é aprovar títulos de cidadania e entregar medalhas.