STF libera Demóstenes e candidatura ao Senado fica mais forte

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) liberou, no começo da noite de terça-feira, o ex-senador Demóstenes Torres (PTB) para ser candidato na eleição deste ano. A decisão fortaleceu o projeto político do procurador, que surpreendeu há duas semanas ao reestrear em pesquisas eleitorais já na 4ª colocação da disputa pelo Senado.

Como a chapa majoritária da base aliada tem duas vagas para candidatos a senador e uma dela já está ocupada pelo ex-governador Marconi Perillo (PSDB), restará a Demóstenes brigar pela outra vaga com a postulante à reeleição Lúcia Vânia (PSB) e com o deputado federal Roberto Balestra (PP). 

A Segunda Turma é formada pelos ministros Celso de Mello, Edson Fachin (presidente), Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello. O colegiado entendeu que o processo contra o ex-senador se exauriu porque as provas usadas contra ele foram consideradas ilegítimas.