Entenda porque Dona Iris não engole Daniel e conspira com Caiado

Políticos que conhecem a primeira-dama de Goiânia, Dona Iris (MDB), não se surpreenderam com a informação de que ela está conspirando com o senador Ronaldo Caiado (DEM) e contra o deputado Daniel Vilela (MDB) nos bastidores – dada pelo vereador Jorge Kajuru (PRP) em entrevista à TBC na última terça-feira. 

Dona Iris nunca perdoou Daniel pela rasteira que tomou na eleição para presidência do diretório do partido, em 2017. Na época, a já antiga divergência entre aliados de Iris e de Maguito Vilela aflorou e deu vazão a uma torrente de críticas ressentidas, que magoaram o prefeito de Goiânia e sua esposa. Para quem não se lembra, o jovem Daniel foi eleito presidente do MDB dizendo que o tempo de Iris havia passado. 

No começo de 2018, Iris declarou apoio a Daniel na eleição para governador por dois motivos: 1) a promessa dos Vilela de entregar o apoio do MDB de Aparecida a Dona Iris na eleição para deputada federal; e 2) o presidente Michel Temer cobrou esta manifestação em troca de recursos para obras em Goiânia, como a reforma da Marginal Botafogo, a retomada do BRT e a conclusão da avenida Leste Oeste. 

A despeito das circunstâncias, o coração da primeira-dama continuou com Caiado. A ponto de discutir com ele a possibilidade de indicar a filha Ana Paula para vice na eleição deste ano. Neste sentido, a prévia “escolha”’ do deputado estadual Lívio Luciano para vaga teria o único objetivo de guardar lugar, já que Lívio age a serviço do irismo. 

Dona Iris não respeita e nunca respeitará Daniel. O rancor que ela guarda é maior do que qualquer possibilidade de perdão. 

Compartilhe