AD

PT volta às páginas policiais com iminente prisão de Delúbio

A defesa do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares afirmou nesta quinta-feira que o petista vai se apresentar à Polícia Federal. Condenado a 6 anos de reclusão na Operação Lava Jato, Delúbio teve prisão decretada pelo juiz federal Sérgio Moro nesta quarta-feira.

O advogado Pedro Paulo Guerra de Medeiros informou que a defesa pediu ao juiz Moro que Delúbio se apresente em Brasília. para cumprir pena no local onde tem família. Caso o requerimento não seja autorizado, o ex-tesoureiro do PT deve se entregar à PF em São Paulo.

Delúbio é o ilustre representante de Goiás nesta nova era de escândalos e de corrupção inaugurada pelo ex-presidente Lula a partir de 2002. Antes de alcançar o estrelato pelas páginas policiais, Delúbio atuou no Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sintego) ao lado de figuras como Neyde Aparecida, Luis Cesar Bueno e Osmar Magalhães.

A ligação de Delúbio com o Sintego é tão estreita que, conforme revelou o Ministério Público, a entidade usou dinheiro de contribuição sindical de maneira indevida para pagar a multa milionária imposta pela Justiça ao seu rebento no episódio do Mensalão.