Daniel cresce com agenda positiva e começa a receber apoio de partidos

Pré-candidato a governador pelo MDB, Daniel Vilela passou a se movimentar nos últimos dias e está crescendo com a agenda positiva de apoios políticos.

Aos mesmo tempo em que multiplicou o número de reuniões em Goiânia para aumentar a visibilidade, Daniel abriu canais com outros partidos celebrar alianças antes inimagináveis.

As conversações com o ministro das Cidades e presidente do PP, Alexandre Baldy, avançaram muito e hoje é muito forte o indicativo é de que os pepistas e emedebistas devem caminhar junto na sucessão estadual.

A adesão do PHS, que deve ser formalizada nesta sexta-feira, 8, é reforço importante e surpreende porque a legenda estava na base de apoio do senador Ronaldo Caiado, pré-candidato a governador pelo DEM.

Daniel também engrossou o tom de suas críticas aos concorrentes José Eliton (PSDB) e Ronaldo Caiado (DEM), que ele aponta como faces da mesma moeda, até porque, de acordo com ele, foi o democrata quem indicou o agora tucano para ser vice na chapa de Marconi em 2010.

“Não tenho dúvida em afirmar que José Eliton é subproduto de Caiado”, ataca o emedebista.

Em relação a Caiado, Daniel desqualifica o discurso do pré-candidato do DEM, segundo o qual ele representa a renovação política em Goiás.

“Está claro que Caiado não representa renovação alguma. Ele participava do governo estadual até há pouco tempo e ocupa cargos públicos há 30 anos sem levar qualquer benefício concreto para a população, principalmente os mais humildes”, alfineta.