Clima na base aliada é de empolgação com crescimento de Eliton na Serpes

Os números da pesquisa Serpes/O Popular divulgada neste domingo – e mais especificamente o crescimento do governador José Eliton (PSDB) – injetaram ânimo nos políticos da base aliada.

O deputado federal Giuseppe Vecci, presidente do PSDB goiano disse que o resultado do levantamento foi “esplendoroso”. “Eliton cresceu substancialmente,  o candidato da oposição caiu. Isso reforça cada vez mais a tese de que, se nós engajarmos, se a base aliada estiver presente, nós ganharemos no primeiro turno”.

O governador e candidato à reeleição saltou de 6,2% para 10% na comparação com pesquisa Serpes feita em dezembro. Caiado despencou de 44% para 38% e o deputado federal Daniel Vilela (MDB) caiu de 12,1% ara 5,6% das intenções.

Para o deputado federal Roberto Balestra (PP),  o crescimento de Eliton é reflexo direto dos resultados de sua administração. “Apesar de estar ao lado do ex-governador Marconi Perillo todos estes anos, ele era vice. E teve agora a oportunidade de ser governador, de mostrar o seu potencial, a sua qualidade”, afirma. “Então, acho natural que tenha havido esta  mudança na pesquisa. Para ele é muito importante, é o reconhecimento do trabalho que ele desenvolveu nestes 60 dias”.

A deputada estadual Eliane Pinheiro (PSDB) diz que a pesquisa “mostra a realidade que já se percebe nas ruas”.  “O povo já começa a ver quem é o candidato do governo. O governador já está mostrando serviço e esta pesquisa o que o povo tem visto”, disse.

Deputado estadual Lucas Calil (PSD) diz que o crescimento de Eliton já era esperado pela base aliada. “Ele não parou um dia sequer, com uma agenda muito intensa, vendo as necessidades da população do estado, cumprindo com os compromissos feitos com as prefeituras, com um olhar municipalista”.

Deputado Carlos Antônio (PTB) segue a mesma linah: “Eu não tinha dúvidas do crescimento e da aceitação de Eliton nas pesquisas . Primeiro, porque ele tem o perfil que os goianos gostam: trabalhador, dedicado, competente e de confiança. Tudo isso somado  traz a convicção aos goianos de que o estado está bem governado, por isso o seu crescimento”.