Caiado na Interativa parecia Dilma: blá blá blá, demagogia e inconsistência

Hoje não é dia de #TBT no Instagram, mas foi puro revival a entrevista do senador Ronaldo Caiado (DEM) à rádio Interativa, entre 7 e 8 horas da manhã. Caiado lembrou a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em seus dias mais inspirados, com demagogia, inconsistência e muito blá blá blá.

As intervenções do senador mesclaram fake news – como a de que o Estado não investe 12% constitucionais do orçamento em Saúde, o que se fosse verdade já teria acarretado o afastamento do atual governador e do ex – com promessas vazias.

Foi num ato de demagogia, por exemplo, que Caiado prometeu assinar um decreto nas primeiras horas de mandato para igualar o salário dos policiais militares, o que seria ilegal. Isto é matéria que só pode ser alterada por projeto de lei aprovado na Assembleia.

Sobrou populismo nos momentos em que o senador disse que sua proposta para Saúde é “regionalizar”, algo que já está em execução no Estado com o Hospital do Norte, a rede de Credeqs e de USEs; ou que sua proposta para Educação é “melhorar a condição das escolas para receber os alunos”.

Na segurança, Caiado prometeu valorizar os policiais sem dizer como o faria. E que como governador, iria propor parcerias com o governo federal, o que está longe de ser uma ideia original: a integração entre inteligências estadual e federal é um processo que demanda tempo e que já está em execução há décadas.