Ibope, que aponta vantagem de Caiado, anunciou vitória de Iris por 53% a 27% em 1998

4 de outubro de 1998: a poucas horas da eleição que sacramentou a surpreendente derrota do então senador Iris Rezende (MDB) naquela histórica eleição para governador, o instituto Ibope divulgou uma pesquisa que dizia que o emedebista se consagraria mais uma vez. Mais do que isso: com uma frente de 550 mil votos sobre a supresa daquele pleito, o então deputado federal Marconi Perillo (PSDB).

A previsão era de que Iris venceria o tucano por 53% a 27%. Horas depois, as urnas desmentiram o Ibope: Marconi superou Iris por 40,4% a 39%. Já naquela época a fama do Ibope era tão ruim que a TV Anhanguera desistiu de contratar seis rodadas de pesquisas, como costumava fazer, e reduziu o pacote para três.

É com esta nódoa nunca superada que o instituto volta gerar expectativa em mais uma disputa para o governo de Goiás. Nesta sexta-feira, a TV Anhanguera publica números de um estudo que acaba de ser feito pela equipe capitaneada pelo controverso Carlos Augusto Montenegro.