Caiado chamou Garotinho de quadrilheiro. Mas, peraí: cadê as provas, deputado?

Ficou feio para o deputado federal Ronaldo Caiado: depois de chamar o deputado federal Anthony Garotinho (PR) de quadrilheiro e outros adjetivos pouco lisonjeiros, o alvo dos ataques do parlamentar goiano abriu os sigilos fiscal e bancário para provar sua inocência.

Não seria necessário, uma vez que o ônus da prova é da acusação.

Mas agora que Garotinho abriu a sua vida para que Caiado possa dissecá-la, fica a questão: ele vai provar o que disse sobre o deputado fluminense?