IBGE diz que Goiás é o Estado onde mais cresce acesso à internet, mas POP escolhe outra manchete

Pesquisa do IBGE divulgada nesta sexta-feira no jornal O Popular traz duas constatações: uma, que o crescimento do acesso à internet foi maior em Goiás que no Brasil; outra, que 2,5 milhões de goianos já acessam a internet.

Não precisa mais nada para mostrar a força da informação via internet em Goiás – o que, naturalmente é ruim para todos os demais meios de comunicação, especialmente os jornais impressos, a caminho do fim no mundo inteiro.

O Popular, que hoje dá brindes caríssimos para vender assinaturas (praticamente vende o bem e dá a assinatura de brinde), não assumiu a realidade da pesquisa do IBGE e preferiu afirmar em manchete que “menos de 50% dos goianos acessaram a internet em 2011”, passando uma imagem de fraqueza da rede.

Para uma população em torno de 5 milhões de habitantes e com o acesso no Estado crescendo mais que no Brasil (de um ano para outro, subiu 187%), os números da pesquisa do IBGE são espetaculares. Positivos para a universalização da internet em Goiás (e sombrios para a imprensa escrita), ao contrário do que a manchete do POP quer fazer crer.