Maioria dos médicos cubanos contratados por Dilma nunca viu um ultrassom. Maravilha!

A política externa do PT acaba de produzir mais uma aberração. Por sugestão do ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, a presidente Dilma Rousseff vai contratar seis mil médicos cubanos para trabalhar no interior do País. A revista Veja desta semana ouviu especialistas em saúde pública que projetaram um cenário preocupante. Todos enxergam a medicina de Cuba como uma das mais atrasadas do mundo, por causa do regime político castrista. A maioria dos médicos se formam – pasmem – sem nunca ter manuseado um aparelho de ultrassom ou um stent coronário. Atualizar-se pela internet, então, e algo impossível na ilha.

Dilma segue o mesmo caminho do atoleimado ex-presidente da Venezuela Hugo Chavéz, que contratou 40 mil médicos em troca de petróleo e banana. Para o PT, a Venezuela é o modelo a ser seguido.