Caiado se prende a picuinhas. Transição não avança em Goiás, Estado hoje mais atrasado neste debate

Ronaldo Caiado não permite que a transição entre os governos atual e futuro deslanche. Ele se prende a picuinhas, com o nítido sentido de criar clima de terra arrasada. Ao que parece, vai comandar um governo com olhar no passado e com vistas na perseguição política ao grupo que derrotou no primeiro turno.

Até agora, todas as entrevistas do governador eleito apontam neste sentido, indicando que haverá retrocesso nas relações políticas em Goiás, que há muito deixou de lado essa prática.

Caiado ainda não falou nada sobre o que pretende fazer, como vai encarar os desafios e quando vai começar a apresentar soluções para os problemas do Estado.

Até agora, ele ainda está no palanque eleitoral.

A sociedade quer saber quando ele vai descer.

Compartilhe