Respaldado por Caiado, Lívio Luciano ameaça a Caoa e outras automotivas

Relator do projeto de convalidação dos incentivos fiscais em tramitação na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Lívio Luciano (MDB) deixa claro neste domingo, em entrevista à coluna Giro do jornal O Popular, que não está nem um pouco preocupado com o efeito da revisão da legislação do Produzir sobre os empregos e os investimentos privados no Estado.

A coluna pergunta como ele avalia as declarações do presidente da Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, de que a companhia pode deixar o Estado caso haja corte nos incentivos e Lívio responde com a ameaça de uma redução ainda mais drástica para o setor automotivo. A Caoa é a montadora da Hyundai em Anápolis e no início deste ano o empresário anunciou a implantação da planta da chinesa Chery junto à linha de montagem da indústria coreana.

“Acredito que essa retirada de impostos seria ainda mais intensa em determinados setores econômicos”, disse Lívio, evidentemente respaldado pelo senador e governador eleito Ronaldo Caiado. Inacreditável a determinação do deputado estadual, que ao longo de sua vida pública se especializou em se eleger suplente para depois ocupar mandatos deixados por parlamentares que se licenciaram para ocupar outros cargos ou se elegeram prefeitos.

Leia a íntegra da ameaça de Lívio à Caoa:

Carlos Alberto de Oliveira Andrade diz que a Caoa deixará Goiás caso os incentivos fiscais sejam reduzidos. Como avalia?

Se o foco do meu relatório fosse baseado na avaliação da renúncia fiscal por emprego gerado e créditos acumulados, o resultado final do nosso trabalho seria outro. Acredito que essa retirada de impostos seria ainda mais intensa em determinados setores econômicos.