Caiado dá a volta em Tejotinha e no casal Morais: PROS e PDT não estão na lista de novos auxiliares

O PROS e o PDT embarcaram na última hora na chapa do senador Ronaldo Caiado (DEM) para a disputa pelo Governo de Goiás, certamente acreditando que seriam prestigiados em caso de vitória – e foram, sem dúvida alguma, importantes para o processo eleitoral.

Mas, para a surpresa do mercado político, o vice-governador eleito Lincoln Tejota (PROS), e para a deputada federal reeleita Flávia Morais e o marido, o ex-prefeito de Trindade George Morais (PDT), os partidos não compõem a lista de auxiliares anunciada nesta terça-feira por Caiado.

Tejotinha e o casal Morais foram responsáveis diretos pela adesão de seus partidos à coligação de Caiado, numa manobra que levou a base do governo José Eliton (PSDB) ferida política e eleitoralmente para a disputa pelo Palácio das Esmeraldas. Por isso, era de se esperar que estivessem na lista de auxiliares.

Flávia e George ainda não reclamaram do desprestígio, resta saber se o farão nos próximos dias. Tejotinha, não: o vice-governador já vinha esbravejando o desprestígio no núcleo duro do governador eleito.