Cai mais uma fake news do caiadismo: Caiado receberá administração com R$ 756 milhões em caixa

O próximo governo receberá o Estado com R$ 756,1 milhões em caixa. A maior parte dos recursos vem de convênios (R$ 350 milhões) e transferências da União (R$ 215 milhões). Para o montante, foram contabilizados ainda R$ 11 milhões da Conta Única do Tesouro; R$ 74,5 milhões do Fundeb; salário educação federal (R$ 8,24 milhões) e estadual (R$ 20,77 milhões); R$ 18,29 milhões do Pronatec; R$ 5,92 milhões de Cide; e R$ 2,3 milhões do Fundo Especial do Petróleo (FEP). Os números foram levantados na sexta-feira (28) e podem sofrer alteração, inclusive com novos acréscimos, devido ao balanço e fechamento da arrecadação no próximo dia 30.

Além dos recursos já apurados, a Secretaria da Fazenda projeta uma receita de R$ 769 milhões de 1º a 11 de janeiro de 2019. Para o mês inteiro, a estimativa é de arrecadar R$ 1.300.746.

Para o exercício de 2019, o Governo do Estado vai contar com receitas extras de quase R$ 1 bilhão. Goiás receberá aproximadamente R$ 120 milhões do Governo Federal referente ao Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (Fex). Devem entrar no caixa R$ 118 milhões dos parcelamentos de débitos – foram negociados R$ 590 milhões em 5 anos. A reinstituição dos benefícios fiscais com a redução de benefícios também renderá recursos da ordem de R$ 713 milhões.

Sobre a folha de pagamento do mês de dezembro, a Sefaz informa que começou a ser paga nesta sexta-feira (28/12). Hoje, os servidores da Agência Goiana de Regulação, Ceasa, Celg Par, Codego, Goiás Fomento, Goiás Gás, Goiás Parcerias, Goiás Telecom, Goiás Prev (ativos), Ipasgo, Iquego, Previcom e Saneago receberam o salário relativo ao mês de dezembro. Cabe ressaltar que, desde 2015, todos os salários são pagos até o décimo dia do mês subsequente ao trabalhado, conforme estabelecido pela Constituição Estadual.