Primo de Caiado teria trocado salário de R$ 100 mil na Fazenda Piratininga pela presidência da Agetop

O advogado Aderbal Ramos Caiado teria um salário de R$ 100 mil, mais participação de 2% nos lucros, como gerente da Fazenda Piratininga, de propriedade do bilionário Marcelo Limírio, sogro do deputado federal Alexandre Baldy.

O primo de Caiado foi para a Agetop, cujo salário de presidente é de menos de R$ 20 mil.

Aderbal é considerado um bom profissional no agronegócio.