Caiado adota padrão Maduro e vai usar TV e rádio oficiais para fazer pronunciamento

O governador Ronaldo Caiado (DEM) lançou mão da cartilha ditatorial do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, para tentar contornar a crise generalizada que assola os primeiros oito dias de sua administração: vai usar os canais oficiais de rádio e televisão para fazer um pronunciamento no qual tentará, mais uma vez, vender a tese de herança do caos para se esquivar do tsunami de problemas em que transformou o governo.

Resta saber se Caiado seguirá outro ingrediente do padrão Maduro, o do monólogo. Para a transmissão ao vivo, marcada para as 20h via Facebook e replicada ao vivo por RBC e TBC, é esperada uma enorme onda de cobranças e críticas contra o calote nos salários, ameaça de fim da Bolsa Universitária, demissão de servidores, criação de novas secretarias, apoio à reeleição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, suspensão dos programas sociais, entre muitos outros temas que virão à tona.

Como senador de oposição, Caiado se habituou a usar a tribuna para disparar sua metralhadora giratória contra os governos de Marconi Perillo (PSDB). Terá agora de enfrentar a atilharia de 7 milhões de goianos frustrados com os oito primeiros dias deprimentes de seu governo.