Notas de Marconi e José Eliton desmascaram fake news do governo Caiado

As notas divulgadas ontem pelos ex-governadores Marconi Perillo e José Eliton, do PSDB, sobre a situação fiscal do Estado desmascaram as fake news da gestão de Ronaldo Caiado (DEM) de caos financeiro. Dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) relativas ao exercício de 2017 e ao quadro preliminar de 2018 confirmam que a situação das contas públicas é razoável e está administrada.

Os dados da STN mostram, por exemplo, que Goiás está entre os Estados que respeitam os limites de comprometimento da receita com o pagamento da folha de pessoal. Dos 27 Estados e o Distrito Federal, 12 gastam mais que 60% do que arrrecadam com os salários dos servidores. Goiás está entre os que gastam menos. Os primeiros balanços de 2018 mostram que Caiado recebeu as contas em dia, com dinheiro em caixa.

Na nota, José Eliton disse que Caiado usa a alegação de não empenho de parte da folha de dezembro, que pode ser feito a qualquer momento, como bode expiatório para aderir ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) da União, na prática uma intervenção federal que obriga o governo a tomar medidas duras, como suspensão de aumentos, e privatizar estatais.

Marconi, por sua vez, afirmou que os servidores públicos estaduais não podem ser penalizados pela gestão, e que os funcionários pertencem ao Estado e não a governos e que, portanto, devem ter seus direitos fundamentais respeitados. Na nota, o ex-governador por quatro mandatos lembrou que deixou um legado de pagamento em dia, em boa parte do tempo antecipado, com o 13.º salário pago no mês do aniversário do servidor.