Exclusivo: Caiado desafia líderes sindicais da Segurança, confirma que calote de dezembro é decisão política e que servidores e policiais estão solidários a ele

Em reunião ontem à noite com representantes das entidades que representam os servidores da Segurança e o Fisco, Ronaldo Caiado deixou claro que o não-pagamento de dezembro é uma decisão política dele e desafiou os presentes dizendo que os servidores, policiais, estão com ele e não com as lideranças classistas e sindicais.

Foi duro e irredutível. Afrontou os dirigentes presentes na reunião.

O clima é de revolta e tensão.