Início desastroso do governo Caiado ressuscita oposição de forma rápida e surpreendente

O início pífio e desastroso do governo de Ronaldo Caiado (DEM) levou à ressurreição rápida e surpreendente das forças de oposição do Estado, atingidas em cheio pelo resultado eleitoral de 2018. Mas, diante da enxurrada de más notícias, do bate-cabeça caiadista e da paralisia e inoperância, as lideranças oposicionistas já nadam de braçada no mar de incompetência da gestão.

A atuação da nova oposição conquista grande espaço na imprensa e encontra enorme receptividade nas redes sociais. Os ex-governadores Marconi Perillo e José Eliton, do PSDB, o deputado federal Daniel Vilela (MDB) e o deputado estadual Lucas Calil (PSL) comandam a movimentação política, enquanto os auxiliares de Caiado demoram a reagir ou, como na maioria das vezes, sequer vão para o front de respostas.

Paralelamente, as associações a sindicatos que representam os servidores ganham nova e extraordinária força, como resultado do calote anunciado nos salários de dezembro e do decretão de demissões que paralisou diversos setores estratégicos de atendimento, como Detran e Juceg, provocando revolta nos usuários dos serviços públicos. Nessa toada, a alternância de poder vai demorar bem menos sob Ronaldo Caiado.