Exclusivo: Caiado promete suspender desconto do Ipasgo, mas cobrança sobre contracheques de janeiro já foi feita

Era é até bom para ser verdade, mas a pequena alegria dos servidores sem os salários de dezembro durou pouco. Entre as “medidas emergenciais” esdrúxulas anunciadas para tentar amenizar o calote de dezembro, o governador Ronaldo Caiado (DEM) disse que suspenderia a cobrança do Ipasgo dos servidores.

Mas as gerências de recursos humanos das secretarias e órgãos do Executivo, que processam diretamente a folha de seus funcionários disseram aos servidores que os valores do plano de saúde e assistência já foram descontados dos vencimentos de janeiro, conforme poderá ser verificados nos contracheques.

Como não sabe absolutamente nada das rotinas administrativas, Caiado anunciou o suposto benefício depois que a folha de janeiro já estava praticamente fechada, com a inclusão do desconto.

É muita trapalhada para um governo só.

Compartilhe