Mais uma do pacote de maldades de Caiado: Passe Livre Estudantil está ameaçado

O governo Ronaldo Caiado (DEM) informou que fará uma “rigorosa checagem” no cadastro do Passe Livre Estudantil Universal (PLE), criado pelo ex-governador Marconi Perillo (PSDB) para “adequá-lo à nova realidade fiscal do Estado”. É mais uma maldade do pacote da nova administração contra as conquistas adquiridas pelos cidadãos de menor renda do Estado.

Em nota, a Secretaria de Governo, comandada por Ernesto Roller (MDB), informou que “os cadastrados passarão por rigorosa checagem de dados em que será analisado o preenchimento dos requisitos previstos na lei do PLE”.

Uma desculpa esfarrapada para protelar o direito dos estudantes ao benefício.

O governo Caiado adiou para 29 de março a conclusão do recadastramento dos estudantes e não esclarece se, até lá, quando as escolas estarão concluindo o primeiro bimestre do ano letivo de 2019, que começa no dia 21 de janeiro, os atuais beneficiários continuarão tendo acesso às viagens gratuitas do programa em Goiânia e Anápolis, onde o Passe Livre Estudantil já serve aos alunos de escolas públicas e particulares que utilizam o transporte coletivo para ir às aulas.