Discurso duro de Marconi na convenção do PSDB foi uma denúncia: “O rei está nu”

Nem mesmos os petistas mais radicais, com exceção do tresloucado Rui Falcão, presidente nacional, e seu correspondente estadual, Valdi Camárcio, se animaram a sair em campo para defender o ex-presidente Lula da dura adjetivação dirigida a ele pelo governador Marconi Perillo na convenção nacional do PSDB: “Canalha”.

A repórter Fabiana Pulcineli, em matéria nesta terça-feira em O Popular, faz a constatação, na manchete: “Petistas evitam entrar em polêmica do Marconi”.

Na verdade, quem sabe até para os petistas, a martelada de Marconi teve um gosto de “o rei está nu”.

O ataque resumiu em uma só palavra o que muita gente pensa sobre o político que não se deu conta da grandeza do cargo que ocupou e, perante a História, não teve nem tem a mínima preocupação em deixar um legado, envolvendo-se sem freio em toda sorte de articulações e manobras rasteiras – e isso sem falar no lado pessoal, onde o caso Rose… bem, deixa isso pra lá.

O rei está nu.