(Tempo real) Bia manobra, vai contra decisão da assembleia e dá mais tempo a Caiado para pagar dezembro

Acabou a assembleia da Educação. Não haverá greve, apesar de a maioria ter votado a favor da paralisação.

Não haverá greve porque Bia de Lima, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sintego), ignorou o resultado da votação e decidiu por conta própria que a categoria dará mais tempo para o governador Ronaldo Caiado (DEM) pagar o salário de dezembro.