Tejotinha visita Lissauer para “estender a mão do governo”. O vice não entendeu nada do que aconteceu, só pode

Essa é boa: depois da derrota retumbante na disputa pela mesa diretora da Assembleia, o vice-governador Lincoln Tejota (PROS) esteve nesta tarde (5/2) com o novo presidente do Legislativo, Lissauer Vieira (PSB), para “estender a mão do governo”.

Das duas uma: ou a frase em questão é uma reprodução de áudio gravado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) ou Tejotinha ainda não entendeu a nova composição de forças políticas de Goiás estabelecida pela vitória de Lissauer.

Mesmo que o Palácio das Esmeraldas tivesse vencido a eleição, a frase de Lincoln já seria arrogante e desrespeitosa. Tendo perdido, e feio, a afirmação chega a ser cretina: do alto de seu pedestal de agora vice-governador, ele se dobra para a Assembleia.

Vamos desenhar para o vice entender: Lissauer é novo player de peso da política estadual. A partir de agora passa a ser um polo de poder: todas as decisões estratégicas passarão necessariamente por ele, quer Caiado queira, quer não.