Estudantes apoiam servidores e protestam: “Caiado, pague os professores!”

A revolta na Educação estadual é grande demais contra Caiado. O governador, que não para em Goiânia, insiste em levar com a barriga a crise do salário de dezembro, que ele planeja pagar só a partir de março e em cinco parcelas.

Os professores da rede estadual estão desmotivados e irritados com as mudanças impostas por Caiado e pela secretária Fátima Gavioli. Percebendo a situação crítica dos professores, estudantes decidiram apoiar os mestres e cobram o pagamento de Caiado.