Exclusivo: desmonte dos programas sociais: Caiado determina suspensão do programa Jovem Cidadão

O governador Ronaldo Caiado (DEM) promoveu verdadeiro desmonte dos programas sociais do Estado. Os cortes de gastos atingem todas as ações, das maiores às menores, sob o argumento de que é preciso enxugar despesas com urgência. Na verdade, o que está em curso é a destruição do legado de Marconi Perillo na área.

Entre os programas atingidos está o Jovem Cidadão, ou Jovem Aprendiz. A ação já estava na previsão de cortes desde o primeiro dia útil de mandato, mas a medida estava escondida em decreto publicada no Diário Oficial de 2 de janeiro. O Jovem Cidadão estabelece os parâmetros para o trabalho formal de jovens entre 14 e 18 anos.

O decreto de Caiado proíbe a renovação do programa, que até o final do ano passado ofertava 3.246 vagas nos 246 municípios do Estado. “Ficam temporariamente suspensas, mesmo que  suportadas pela cota autorizada e programada para cada unidade orçamentária, as despesas com contratação de estagiário, menor aprendiz ou jovem cidadão, inclusive para substituição”, diz o decreto.

É muita maldade.