Cotado para ser líder de Bolsonaro, João Campos critica articulação do governo

O deputado federal João Campos (PRB), cujo nome está cotado para função de líder do governo no Congresso, criticou o trabalho de articulação que o Palácio do Planalto está fazendo com parlamentares.

“O DEM, por exemplo, está solto. Em qualquer país do mundo, o DEM teria três ministros”.

Campos disse também que o governo “não fez absolutamente nada” para derrotar o decreto legislativo que sustou a decisão do presidente de ampliar o espectro de funcionários autorizados para declarar documentos ultrassecretos.

João Campos ainda afirmou que Bolsonaro comete grave erro ao articular com as bancadas temáticas, em vez de dialogar com os partidos.