Absurdo: Iris faz cobrança automática de taxa de iluminação, mas não diz quanto arrecada nem como gasta o dinheiro

Enquanto a população de Goiânia sofre com os sérios problemas da iluminação pública da capital, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), se sente no direito de não prestar contas de quanto arrecada e, principalmente, como gasta a receita com a taxa de iluminação pública.

A falta de transparência, no entanto, está com os dias contados. A Câmara de Goiânia aprovou por unanimidade nesta quarta-feira (27/2) projeto de lei de autoria do vereador Izídio Alves (PR) que determina que a prefeitura preste contas do uso da taxa de iluminação pública.

Será que Iris vai vetar?