Enquanto oposição se reúne no Piquiras e no Mercatto, Marconi faz arrastão no interior

Esse título aí, caro leitor, não é uma afirmação do blog 24 Horas, mas foi tirado da abertura de uma ampla nota na coluna Bastidores, do Jornal Opção deste domingo.

O texto exato da abertura é o seguinte:

“Enquanto as oposições discutem a reforma do ‘mundo’ no Piquiras, no Café de la Musique e no Mercatto, esquecendo o Goiás profundo, o governador Marconi Perillo, do PSDB, começa a fazer obras em vários municípios, como Uruaçu. São hospitais, rodovias (novas e restauradas), reforma de escolas, entre outras. O tucano-chefe traçou uma estratégia pouco examinada pelas oposições — que preferem falar de seu desgaste político, sem admitir que sua celebrada capacidade de auto recuperação é um fato”.

Não há quem não saiba, mas vale a pena esclarecer: Piquiras, Café de La Musique e Mercatto – citados pelo Jornal Opção – são restaurantes e bares freqüentados pela elite política e intelectual de Goiânia (não colocamos o Café de La Musique no título por falta de espaço).

A nota de Bastidores faz um relato detalhado do volume de obras que o governador está se preparando para entregar, daqui até a eleição do ano que vem.

E conclui afirmando que já existem pesquisas que demonstram o crescimento da aprovação do Governo e da popularidade de Marconi:

“O governador também de olho na Grande Goiânia. Pes­quisas indicam que, devido à parceira com o prefeito Maguito Vilela, ele está bem em Aparecida de Goiânia. Em Trindade, devido a gestão eficiente do prefeito Jânio Darrot, do PSDB, sua imagem é positiva. Em Senador Canedo, Vanderlan Cardoso o supera em popularidade. Em Goiânia, Iris Rezende ainda é a estrela, mas, concluídas as obras, o quadro pode mudar pelo menos parcialmente”.