Secretária forasteira da Educação confronta diretores de escolas e não conquista apoio de lideranças da área no município

A secretária forasteira da Educação, Fátima Grazioli, ops, Gavioli, enfrenta forte resistência de diretores e lideranças municipais do setor nos municípios. A crise de liderança da auxiliar do governador Ronaldo Caiado (DEM) é resultado da série de medidas impopulares e do autoritarismo no relacionamento com os servidores.

Segundo relatos feitos ao G24H por funcionários da pasta, a secretária não respeita a autonomia dos diretores na gestão escolar. Os dirigentes das escolas são eleitos pela comunidade escolar, e, portanto, assumem o compromisso de reportar à Seduc as demandas locais.

Eles têm esbarrado, no entanto, na arrogância de Gavioli no encaminhamento das medidas e respostas às demandas. Segundo esses relatos, a secretária não esconde sua irritação diante dos pleitos. “A fala da secretária é de combate aos diretores escolares”, afirma uma fonte do blog.