Não tem como escapar. Paulo Garcia vai ter de baixar a passagem, por bem ou por mal

Com a entrada do Procon de Goiás na polêmica, tudo indica que o preço da tarifa do transporte coletivo de Goiânia vai ser revisado, mesmo.

O órgão de defesa do consumidor encontrou uma série de problemas nas planilhas e vai entrar na Justiça para pleitear a diminuição da passagem, que foi aumentada para R$ 3.

Dessa forma, o prefeito Paulo Garcia, que defende a majoração, vai ter de ceder à pressão popular e contrariar os interesses dos grandes empresários do ramo.

Por bem ou por mal.