Clécio rebate Bruno Peixoto, que disse que é o 1º da fila do MDB em Goiânia: “Só se ele pegou a senha no Palácio das Esmeraldas e não avisou a ninguém no partido”

Clécio disse que o deputado agiu com arrogância e que deveria primeiro cuidar de seus problemas antes de pensar na sucessão em Goiânia.

Um dos “problemas”  a que se referiu seria o envolvimento do pai do deputado, Sebastião Peixoto, que foi preso por envolvimento em denúncia de corrupção no Instituto de Assistência à Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia (IMAS).

O vereador afirmou que o deputado está desconectado da realidade e que não existe essa conversa de primeiro da fila. Ele sublinhou que o MDB é um partido democrático e a candidatura a prefeito de Goiânia será debatido pelos filiados.

“Ele pegou a senha da fila no Palácio das Esmeraldas?”, ironizou, completando que, historicamente, o goianiense nunca apoiou candidato de comportamento dúbio nem marionete de governo”

Veja a íntegra da nota distribuída pelo vereador Clécio Alves à imprensa:

“Bruno Peixoto age com arrogância e se mostra desconectado da realidade ao falar que é o primeiro da fila no MDB para concorrer à Prefeitura de Goiânia. Ele pegou esta senha no Palácio das Esmeraldas? O MDB é um partido sólido, independente e não aceita ingerências externas nas suas definições. Isto será debatido democraticamente pelos filiados. Bruno deveria primeiro cuidar de seus problemas antes de pensar na sucessão em Goiânia. Historicamente o goianiense nunca apoiou candidato de comportamento dúbio e nem marionete de governo.”