Exclusivo: leia denúncia protocolada por professora contra Caiado no Ministério Público

O Ministério Público recebeu, nesta terça-feira, a denúncia de uma professora que participou do último processo seletivo da Secretaria de Educação, cujo edital foi e continua sendo solenemente atropelado pela titular da Seduc, Fátima Gavioli. O Goiás 24 Horas teve acesso exclusivo à denúncia. Confira.

Olá boa tarde !
Gostaria de estar fazendo uma reclamação devido ao último processo seletivo simplificado 09/2018 e 10/2018 feito pelo governo de Goiás. Neste processo foram selecionados e convocados professores e funcionários administrativos, onde os mesmos seriam avaliados por análises curriculares. Os documentos era para serem entregues e fevereiro como diziam no cronograma, mas foi alterado para março e nos dias 25,26 e 27 do mesmo mês, levamos os documentos na sub secretaria da nossa região no meu caso Goiânia, para comprovação de que estávamos aptos, assinamos alguns papéis, onde comunicamos que não prestamos serviços outros órgãos públicos e que tínhamos disponibilidade para trabalhar em qualquer horário. O resultado estava previsto para o último dia 1 de abril, e não ocorreu e no dia de hoje 2 de abril soltaram um comunicado de não tem previsão para chamar os classificados. Fica o questionamento que os contratos venceram no último dia 31 de março, estão trabalhando no nosso lugar e ocupando as nossas vagas que é de nosso direito já que fomos classificados. Outro questionamento é que em nenhum momento o cronograma foi respeitado pela Seduce, e ainda estamos aguardando o resultado pois todos somos trabalhadores e só queremos o emprego que é nosso de direito até porque fomos classificados e a Seduce não cumpriu devidamente o cronograma, tendo inúmeras alterações no mesmo. Espero que o Ministério Público tome a devida providência para que nos possamos assumir nossa cargo por que estamos entre os classificados da lista.