Chefe do Ministério Público goiano: “Não temos que fazer pirotecnia com as denúncias que chegam”

O procurador-geral de Justiça, Aylton Vechi, demonstrou preocupação com o vazamento de denúncias anônimas que chegam até o Ministério Público goiano. Na semana passada, vazou uma denúncia que faz acusações contra o ex-governador Marconi e funcionários da Saneago. Na entrevista para a Sagres 730, o chefe do Ministério Público afirmou que o órgão público precisa ter “rigorosa apuração dos fatos e no final entregar resultado útil”. “Ministério Público não deve alardear. Não temos que fazer pirotecnia com as denúncias que chegam”, disse Vechi.

Ouça a entrevista: