Vanderlan e Friboi: briga de foice pelo apoio dos prefeitos do PSB para a corrida de 2014

Faltam 16 meses para a eleição de 2014 e os dois nem são candidatos oficiais ainda, mas é cruel a briga de foice entre os empresários Júnior Friboi e Vanderlan Cardoso para comprar o passe e garantir o apoio dos prefeitos do PSB aos seus projetos pessoais em 2014.

É o que relata reportagem do jornal O Hoje.

Veja o texto:

 

Vanderlan e Friboi disputam PSB

Desde que assinaram as fichas de filiação ao PMDB e ao PSB, respectivamente, os empresários e pretensos candidatos ao governo do Estado, Júnior do Friboi e Vanderlan Cardoso, partiram para a corrida pelo apoio dos prefeitos do PSB, legenda antes presidida por Friboi, e da qual Vanderlan é o atual presidente.

Com 11 prefeitos, o PSB cresceu nas últimas eleições e movimentou seus quadros, ampliando também o número de filiados. Cientes disso, Friboi e Vanderlan têm se reunido nos últimos dias com alguns dos prefeitos a fim de garantir o apoio majoritário, mas se esbarram na conta: ambos têm dado como certo o apoio de nove dentre os 11.

Aprimeira ação nesse sentido partiu de Friboi no dia em que se reuniu com os colegas do PSB para anunciar sua despedida da sigla. Ao explicar os motivos pelos quais deixaria o partido,o empresário não se esquivou em pedir o apoio dos correligionários, ponderou
que não exigiria que deixassem a legenda por sua causa, mas que desejava que o PSB compusesse com o PMDB nas eleições de 2014.

Naquela tarde, alguns prefeitos e outras lideranças bateram o martelo e afirmaram que continuariam com Friboi, a quem
deveriam retribuir o apoio recebido durante as eleições municipais, ainda que tivessem de deixar a sigla e migrar para o PMDB. Alguns deles chegaram, inclusive, a repudiar a chegada de Vanderlan. 

Com o apoio do amigo e então secretário-geral do PSB, Robledo Rezende – que se filiou ao PMDB recentemente – Friboi começou, desde então, a manter contato com os prefeitos do PSB e a fazer convite para se filiarem à sua nova casa. “Uma das especialidades do Júnior é fazer amigos. Ele é uma pessoa que inspira confiança. Esses nove prefeitos que têm dito que estarão conosco vieram até nós de forma espontânea, por amizade mesmo”, disse Robledo. 

“Mas no momento estamos mais preocupados em construir a candidatura do Júnior do que em ficar puxando prefeitos”, minimizou.
Vanderlan começou as articulações junto aos prefeitos logo depois de chegar ao partido, consciente de que a disputa entre Friboi e ele tinha tido início antes mesmo de sua chegada ao PSB. Na semana passada, o ex-prefeito de Senador Canedo se reuniu com nove prefeitos pessebistas e disse que conversou mais a respeito da mobilização para fortalecimento do partido e busca de possíveis nomes para deputado estadual e federal do que sobre apoio propriamente. “Com os nove prefeitos com os quais estive,todos foram unânimes em seguir o projeto do partido, se lançarmos candidato. Eu já me coloquei como pré-candidato e não senti nenhuma rejeição quanto a isso, ao contrário.”, afirmou.

Vanderlan afastou a ideia de disputa,embora afirme ter consciência de que ainda há muito que se fazer para alcançar aprovação majoritária no partido. “Não vou forçar ninguém, apenas conversar. Senti uma receptividade boa, mas ainda falta amadurecimento e muito trabalho”, declarou.

Vanderlan e Friboi deverão passar a semana em reuniões internas com lideranças políticas, entre elas, os dois prefeitos restantes que ainda não conversaram. Para a próxima semana, Vanderlan prepara visitas em Goiânia e região metropolitana. Friboi ainda não preparou agenda.

(Loren Milhomem)

 

LEIA MAIS:

Vanderlan não tem o apoio dos prefeitos do PSB, diz Jornal Opção