Exclusivo 4: Covardia caiadista: unidade da UEG terão de fazer contagem de temporários e fazer listões de demitidos

Na tentativa de se livrar de parte do enorme desgaste do super pacotão de maldades que será aplicado na Universidade Estadual de Goiás (UEG), o governador Ronaldo Caiado (DEM) determinou que as unidades regionais da instituição façam a contagem de seus professores e servidores técnico-administrativos para que seja aplicada a ordem de demissão de 80% do quadro de funcionários.

Em seguida, também caberá às propriedades unidades regionais a tarefa de elaborar a lista de demissões. Ao final, a maioria dos câmpus será rebaixada a polos, com extinção de cursos, encerramento de atividades de pesquisa e extensão. É o maior desmonte já promovido em um universidade pública de que se tem notícia no Brasil.