Exclusivo: OAB recorrerá da decisão que cassou sentença que limitava número de presos em Aparecida

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO), Lúcio Flávio de Paiva, afirmou ao Goiás 24 Horas que vai recorrer da decisão da desembargadora Amélia Martins Araújo que cassou, na noite desta quarta-feira, a sentença do juiz federal Leão Aparecido Alves que dava 10 dias de prazo para transferência de detentos do Complexo Agroindustrial de Aparecida até o limite máximo de 400 presos.

Em tempo: a sentença do juiz Leão havia sido requerida pela OAB. O recurso foi pedido pelo Estado.