Jornalista pergunta quais as propostas macro de Caiado para a presidência e senador, que é pré-candidato, não consegue responder. Veja o vídeo

Eleições, Nacional

Em entrevista ao Congresso em Foco, o senador Caiado se embananou todo ao ser questionado sobre quais seriam suas propostas macro para a presidência. Não soube nem mesmo resumir seus pensamentos. Na última pesquisa Datafolha, Caiado perdeu até para Luciano Huck.

Críticas de Nailton Oliveira a Daniel Vilela reforçam que filho de Maguito não está conseguindo fazer a tal renovação no PMDB

Eleições, Goiás

O ex-prefeito Nailton Oliveira, que é da trupe irista, disparou uma saraivada de críticas ao deputado Daniel Vilela, que é o atual presidente do PMDB. Nailton disse que as práticas do PMDB ainda não atrasadas, disse que os encontros regionais não resolvem nada e assim o partido tem tudo para perder mais eleição par ao grupo de Marconi Perillo.

Recado de Nailton, irista de carteirinha, para Daniel Vilela: “Precisa amadurecer para voos mais altos na política goiana”

Eleições, Goiás

“Daniel é um jovem de valor, talentoso, mas que precisa amadurecer mais para voos mais altos na política goiana. O que vejo é uma paralisa total no partido. Não se propõe nada, não se discute um projeto sobre o futuro de Goiás. Não se injeta ânimo na militância do partido, principalmente no interior do Estado”, disse Nailton Oliveira em entrevista ao DM.

Na entrevista ao DM, Nailton Oliveira detonou encontros regionais organizados por Daniel Vilela: “Servem apenas para alimentar vaidades”

Eleições, Goiás

A entrevista do ex-prefeito Nailton Oliveira ao Diário da Manhã foi mesmo um petardo contra o deputado e presidente do PMDB, Daniel Vilela. O filho de Maguito vinha organizando encontros regionais para fortalecer sua pré-candidatura ao governo. Para Nailton, esses encontros, da forma que estão sendo realizados, não valem nada.

Em entrevista explosiva ao DM, Nailton Oliveira critica gestão de Daniel Vilela à frente do PMDB e avisa que se continuar assim partido vai sofrer mais uma derrota na eleição estadual

Eleições, Imprensa

Ex-prefeito de Bom Jardim, que é irista de carteirinha, reprova o modelo dos encontros regionais que estão sendo realizados e também alerta para a discussão antecipada de nomes em vez de um debate mais aprofundados sobre projetos e propostas.

Efeito das delações: em clima de velório, Daniel Vilela lidera reunião no PMDB para tentar reerguer o partido após escândalo da Laja Jato

Eleições, Goiás

As delações contra Daniel Vilela e Maguito fizeram com que o PMDB paralisasse todas as atividades de pré-campanha em abril. Nesta segunda-feira, Daniel liderou reunião da Executiva para traçar as próximas atividades do partido. Pela foto é possível notar que o clima não era dos melhores.

No Giro, Daniel Vilela diz que encontros do PMDB foram paralisados devido ao excesso de feriados e não pelas delações da Odebrecht

Eleições, Goiás

A coluna Giro, de O Popular, perguntou ao deputado federal Daniel Vilela qual o motivo para o PMDB ter paralisado as atividades de campanha em Goiás, já que o próprio Daniel vinha liderando encontros regionais. Filho de Maguito inventou uma desculpa esfarrapada para explicar a paralisação das atividades de campanha.

Filme antigo e já visto: Diário da Manhã diz que Iris pode mais uma vez ser o candidato do PMDB a governador, em 2018. Iristas já estão em campo, aproveitando as delações contra Daniel Vilela e o isolamento de Caiado

Eleições, Goiás, Imprensa

Mais uma vez, Iris Rezende pode ser candidato a governador, nas próximas eleições. Segundo o Diário da Manhã, com a Lava Jato colhendo o deputado federal Daniel Vilela e com Ronaldo Caiado, como sempre, isolado em termos políticos e partidários, o irismo já se movimenta para emplacar o velho líder em 2018.

Justiça eleitoral acolhe pedido do Ministério Público e cassa Evandro Magal e vice-prefeito de Caldas Novas

Eleições

Na decisão, o juiz reconhece que ficaram provadas práticas de abuso de poder de autoridade e abuso na utilização dos meios de comunicação social por parte do prefeito Evandro Magal e do vice Fernando Resende, durante o ano de 2016, quando houve a eleição municipal. Sentença ainda cabe recurso.

Lei das Teles, a favor da Terceirização, apoiou a Reforma Trabalhista e delatado na Lava Jato. Se for mesmo candidato ao governo, Daniel Vilela terá que carregar nas costas esses quatro desgastes

Eleições, Goiás

Há quem diga que o deputado federal Daniel Vilela (PMDB) ainda sonha com o Palácio das Esmeraldas. O filho de Maguito foi atingido frontalmente pela delação da Lava Jato e sumiu do mapa. Tido como renovação no PMDB e na política goiana, Daniel terá que explicar desgastes enormes caso seja mesmo candidato ao governo em 2018.

Com Daniel Vilela e Maguito delatados na Lava Jato, PMDB goiano suspende encontros que vinham sendo realizados pelo interior do Estado

Eleições, Goiás

A decisão veio depois que Maguito Vilela e o deputado Daniel Vilela apareceram nas delações da Operação Lava Jato, acusados de receber dinheiro via caixa 2, registra o jornal Diário da Manhã. Daniel é quem estava liderando esses encontros e aproveitava os eventos para lançar sua pré-candidatura ao governo do Estado.

“Rachada, da mesma forma com que enfrentou perdeu as últimas 5 eleições, a oposição em Goiás é, ela própria, sua maior adversária”, afirma o comentarista Vassil Oliveira

Eleições, Goiás

Em novo artigo em forma de versículos bíblicos no Diário do Estado, o jornalista Vassil Oliveira afirma que a oposição, em Goiás, ainda não dá sinais de que vai superar seu principal obstáculo rumo às eleições de 2018: a divisão interna. Vassil Oliveira diz que, rachada, a oposição foi derrotada nas últimas 5 eleições e caminha para perder a próxima.

Na 730, Mendanha diz que ainda vê os delatados Maguito e Daniel como nomes viáveis dentro do PMDB na disputa pelo governo estadual

Eleições, Goiás

“Acredito na idoneidade do Maguito e do Daniel e esperamos que a justiça possa elucidar os fatos. Defendo que o PMDB tenha candidato próprio ao governo estadual e pra mim são os dois maiores nomes”, disse o prefeito de Aparecida, nesta terça-feira.

Jornal Opção, na coluna Bastidores: José Nelto pode ser candidato ao governo pelo PMDB em 2018

Eleições

Nota na coluna Bastidores, do Jornal Opção, faz a seguinte conjectura: Daniel Vilela e Maguito Vilela, afetados pela delação da Odebrecht, podem até não ser candidatos ao governo, nas não vão apoiar o senador Ronaldo Caiado (DEM). Preferem ficar ao lado do deputado José Nelto.

Gomide vende até a alma para ser vice de Daniel: vereador petista não importa de ver o deputado sendo aliado e votando a favor das medidas de Temer

Eleições

O apetite do vereador Antônio Gomide (PT) é tanto pela vice da Daniel Vilela, em 2018, que o petista não está nem aí para o fato de o filho de Maguito Vilela ser aliado de Michel Temer, que é inimigo mortal dos petistas.

Com Daniel Vilela, PMDB pode ter um candidato ao governo delatado na Lava Jato e tido como um dos coveiros da CLT. O fardo para carregar é pesado…

Eleições, Goiás

O deputado federal Daniel Vilela é (ou pelo menos era) a bola da vez dentro do PMDB para ser o candidato ao governo em 2018. O problema é que os obstáculos para o filho de Maguito estão se mostrando bem ardilosos.

Renovação, mas em casa: Maguito (investigado na Lava Jato) diz que é hora dos jovens na política. E quem ele indica? Seu próprio filho, Daniel (também investigado na Lava Jato)

Eleições, Goiás

O ex-prefeito de Aparecida Maguito Vilela defende a renovação na política de Goiás. “É hora dos jovens”, diz ele ao Diário da Manhã, mas com uma ressalva: o “jovem” que ele indica para representar essa “renovação” é o próprio filho, o deputado federal Daniel Vilela. Ambos, pai e filho, são investigados pela Operação Lava Jato.

Com Maguito e Daniel Vilela queimados, José Nelto surge no PMDB como alternativa de candidatura ao governo em 2018

Eleições, Goiás

O ex-prefeito Maguito Vilela e seu filho, o deputado federal Daniel Vilela, foram atingidos em cheio pela delação da Odebrecht e vão sofrer inquérito no STF. São suspeitos de terem recebido dinheiro, via caixa 2, em campanhas eleitorais.

Joãodorização: que os interessados em se candidatar ao governo de Goiás em 2018 aproveitem a pausa (das delações) e reciclem seus discursos. Quem falar para os goianos como os políticos de 30 anos atrás não será ouvido

Eleições, Goiás

O fenômeno João Doria, em São Paulo, mudou para sempre a política brasileira. Não cabem mais os políticos tradicionais, com discurso ossificado e dependentes dos conchavos e das verbas públicas. O que prevalece, a partir de agora, é privatização, modernização, gestão. Que os pré-candidatos a governador de Goiás aprendam a lição.