Os dramas do PMDB: Adib Elias é a favor de composição com Caiado e insinua que Daniel Vilela pode não ter força para ganhar eleição

Eleições, Goiás

Prefeito de Catalão deu entrevista ao Jornal Opção e mostrou clara preferência pelo senador Ronaldo Caiado (DEM) na corrida pelo governo do Estado. “Se o Caiado vier para o PMDB e for o melhor, até o Daniel tem que analisar isso. Estando no PMDB, tem que ser aquele que vai ganhar”, disse Adib Elias.

No Twitter, Dona Iris ataca teatro por candidaturas e manda indireta para Daniel Vilela, que faz de tudo para se firmar no PMDB

Eleições, Goiás

Se o deputado Daniel Vilela pensa que terá vida fácil no PMDB está redondamente enganado. Basta dar uma espiada no Twitter de Dona Iris para ver que a primeira-dama de Goiânia não gosta nada do apetite do filho de Maguito pela candidatura ao governo.

Encontros regionais representam forma retrógrada de fazer política. Daniel Vilela repete receita e não renova prática do PMDB

Eleições, Goiás

No caso do PMDB, esse encontros são ainda mais ultrapassados porque figuras como Daniel Vilela e José Nelto só sabem atacar o governo estadual. Xingam e falam mal do governador. Um trololó sem fim que ninguém aguenta mais.

Encontro do PMDB em Doverlândia reúne pouca gente. Nas redes sociais, partido e Daniel espalham frases genéricas, sem nenhuma proposta concreta para Goiás

Eleições, Goiás

O encontro do PMDB em Doverlândia, na noite desta sexta-feira, não trouxe nada de novo. O público pequeno, nenhuma liderança de peso apareceu e o deputado estadual José Nelto ficou lá, entediado, ouvindo o discurso batido do pré-candidato Daniel Vilela.

Atuação desastrada de Daniel Vilela na Câmara pode atrapalhar candidatura ao governo. Apoiou emenda do abuso de autoridade, fez o projeto para as teles e agora votou a favor da terceirização

Eleições, Goiás

Em todos esses casos, o deputado federal do PMDB sofreu protestos nas redes sociais e foi vítima do vomitaço virtual. A candidatura ao governo, já antecipada por Daniel e seu pai Maguito, pode ser abalada com tantas atitudes confusas em Brasília.

Candidatura de Daniel Vilela é projeto dele próprio, do pai Maguito e José Nelto. Nenhum nome de peso do PMDB, como Iris, Roller ou Adib, já manifestou apoio

Eleições, Goiás

Declaração do deputado estadual Lívio Luciano ao Diário de Goiás, dizendo que a candidatura de Daniel Vilela ao governo do Estado não é soberana no PMDB só evidencia que o filho de Maguito ainda precisa ralar muito para se consolidar dentro da legenda.

Em entrevista ao Diário de Goiás, Lívio Luciano faz um alerta: PMDB vai discutir mais nomes para a disputa do governo e nome de Daniel Vilela não está consolidado

Eleições, Goiás

Deputado estadual reconhece que Daniel Vilela é hoje o nome mais citado para a disputa, porém outros estão sendo discutidos. Lívio Luciano citou, inclusive, o nome do prefeito Adib Elias. O deputado estadual disse que os encontros regionais que o PMDB vem realizando servem justamente para angariar ideais, projetos e debater nomes.

Vassil Oliveira analisa articulação de Marconi rumo ao projeto nacional: governador abre espaços no PMDB e no PSDB tem Alckmin e Doria como aliados

Eleições, Goiás, Nacional

Em seu blog no site Diário de Goiás, o comentarista Vassil Oliveira analisa os passos do governador Marconi Perillo rumo a 2018. Ele destaca a capacidade de articulação do goiano e observa que Marconi tem diálogo até no PMDB nacional.

Fernando Safatle, o economista que planejou o governo Santillo, diz que “marchamos para as eleições de 2018 com um vazio estonteante de ideias e propostas”

Eleições, Goiás

Em artigo na edição desta quinta-feira do Diário da Manhã, o economista Fernando Safatle, que atuou no planejamento do governo Santillo e foi secretário de Planejamento, critica a pobreza do debate sobre o futuro de Goiás entre os políticos goianos – o que sinaliza a transformação da eleição de 2018 em um mero e improdutivo processo de luta pelo poder. Leia.

Delegado Waldir, que foi de deputado federal mais votado a fiasco na eleição para prefeito de Goiânia, avisa que, em 2018, apoiará um candidato de oposição

Eleições, Goiás

As definições para 2018, que ainda demora a chegar, já estão acontecendo.l, O deputado federal Delegado Waldir, do PR, anuncia nesta quinta-feira que vai apoiar um candidato a governador da oposição, “seja ele quem for”, diz. Segundo o pitoresco Waldir, na base do governador Marconi Perillo não há espaço para ninguém.

Foi assim que Iris perdeu em 1998: partidos em Goiás se preparam para 2018 vendo a eleição como exclusivamente política e não como embate de forças sociais em movimento

Eleições, Goiás

Há uma corrida atrás dos prefeitos dos 246 municípios, atrás de apoio para as eleições de 2018. Candidatos como José Eliton, Daniel Vilela e Ronaldo Caiado parecem ignorar que os gestores municipais, como membros da classe mais desmoralizada do país, a classe política, são o elo mais fraco da corrente social.

Prioridade do PMDB é evitar aproximação de Lúcia Vânia com Caiado e estabelecer aliança com ela garantindo amplo espaço para a campanha de reeleição ao Senado

Eleições

Na crise, surgem as oportunidades. É o que o PMDB ligado a Daniel Vilela está enxergando na situação crítica em que estão as relações da senadora Lúcia Vânia com a base aliada do governador Marconi Perillo. Os peemedebistas querem a senadora na chapa do partido em 2018, disputando a reeleição, e tentam evitar que ela se aproxime de Ronaldo Caiado.

Balestra ataca Wilder Morais: “É ilegítimo, não representa o PP e mantém funcionários do Senado, todos do PMDB, trabalhando no diretório do partido”

Eleições, Goiás

O senador Wilder Morais, lançado candidato à reeleição em 2018 pelo próprio governador Marconi Perillo, não “representa o PP e não se relaciona com as bases do partido em Goiás”, segundo o deputado federal Roberto Balestra, mais antiga liderança da sigla no Estado. Balestra diz que Wilder é “ilegítimo” e ainda faz uma denúncia contra ele. Leia.

Reunião das “bancadas federal e estadual” do PMDB com Iris mostra o esvaziamento e a decadência do partido: os presentes lotariam no máximo um fusca

Eleições, Goiás

Há fotos que valem por mil palavras. Veja essa, leitor: são as “bancadas federal e estadual” do PMDB reunidas com o prefeito Iris Rezende, nesta segunda-feira, evidenciando, pelo número baixo, o esvaziamento e a decadência do partido. Os 5 parlamentares peemedebistas presentes seriam suficientes para, no máximo, lotar um fusca.

Deputados do PMDB, liderados por Daniel Vilela, pressionam Iris, mas velho cacique escorrega e não declara apoio ao candidato

Eleições, Goiás

Reunião de Daniel Vilela e outros deputados com Iris Rezende serviu para pressionar o prefeito, mas ele deu de ombros. O velho cacique, no entanto, se mantém calado e frio diante das articulações do filho de Maguito. Iris e Dona Iris não se manifestam. Apenas gelam Daniel.

No DEM, Caiado é só eleição, mas o movimento é de um homem só, avalia o comentarista Vassil Oliveira

Eleições, Imprensa

O jornalista Vassil Oliveira, em seu mais recente texto, publicado no site Diário de Goiás, analisa as primeiras ações dos agentes políticos goianos pensando na eleição de 2018. Para ele, Caiado está muito ativo no DEM, mas esta ação é isolada e ninguém parece abraçar o projeto do senador. Nem mesmo o PMDB.

Em seu blog no Diário de Goiás, Vassil Oliveira diz que oposição não se entende nem no discurso nem na realidade

Eleições, Goiás

Na mais recente postagem, o jornalista fala sobre o clima de campanha antecipada que já tomou conta do Estado. Governo e oposição começam as articulações para a eleição do ano que vem. Vassil escreve que a oposição não se entende. As ações são isoladas. O senador Ronaldo Caiado (DEM) atua sozinho de um lado e o deputado Daniel Vilela (PMDB) trabalha de outro, sem qualquer tipo de apoio do cacique Iris Rezende.

Afonso Lopes: “Drama da oposição, em Goiás, é a falta de formulação de ideias e a ausência de debate sobre um projeto alternativo de governo”.

Eleições, Goiás

A oposição em Goiás perde eleições há quase 20 anos porque prefere se ancorar em nomes e não discutir ideias ou propostas para o futuro do Estado. É o que afirma o veterano comentarista político Afonso Lopes, em artigo no Jornal Opção. “A oposição precisa renovar a prática das discussões e criar um celeiro de ideias. Caso contrário, vai perder de novo”, diz o jornalista.

Situação do DEM em Goiás é dramática, diz ex-membro do partido: “Na maioria dos municípios, não tem nem uma casa onde se possa tomar um cafezinho”

Eleições, Goiás

O que Ronaldo Caiado prega da boca para fora é exatamente o contrário do que ele pratica como presidente estadual do DEM. Caiado defende a renovação da política em Goiás, mas preside o partido há mais de 20 anos sem dar vez para nenhuma outra liderança. Resultado: o partido virou nanico e, na maioria dos municípios, não dispõe nem de uma casa para tomar um cafezinho.