Para manter a mamata dos incentivos fiscais, empresários defendem mais arrocho no servidor público

Vale tudo para manter a mamata dos incentivos fiscais.  Em entrevista ao Popular, nesta quarta-feira, o diretor-executivo da Adial, Edwal Portilho, o Chequinho, chega ao ponto de defender mais arrocho no servidor público para assegurar os privilégios das empresas. Ele reclama que os gastos com pessoal cresceram 12,3% de janeiro a maio. Ou seja, quer ficar com o bolo só para eles.
Bonito, né?