Lêda Borges, ao Diário de Goiás: “Estamos vendo um governo que não está dando conta de governar”

Uma das únicas mulheres com cargo na Assembleia, Lêda Borges (PSDB) também não economizou adjetivos para as críticas ao governo em avaliação feita ao Diário de Goiás. “Estamos vendo um governo que não está dando conta de governar”, pontuou sobre os primeiros seis meses de gestão. “De incompetência, de secretários forasteiros que não conhecem o nosso Estado, um governo sem planejamento, um governo que pensa em um Estado mínimo e não o Estado necessário e isso faz com que não chegue aos municípios a prestação de serviço essenciais para os cidadãos goianos, decepção total. Romper com o passado não é romper com o povo, tudo que é bom para o povo, os programas, as ações, os planejamentos temos que avançar e não romper. O governo não é de um governador e sim de um povo. O que estamos assistindo é um Estado mínimo. Eu já fui prefeita e recebi também parcelas de serviços contínuos, isso não significa divida, o que se encerra é quem governa, mas as obrigações são de todos isso não justifica a incompetência, a falta de planejamento. Um Estado mínimo onde nada justifica a falta de trabalho e de atenção e de solidariedade para com o povo na sua obrigação de governar. Estamos vendo nesses seis meses um governo que não está dando conta de governar”.