Tempo real: extremamente nervoso, presidente do Ipasgo tenta se eximir da culpa pelo aumento abusivo. Não conseguiu

O presidente do Ipasgo, Silvio Fernandes, estava visivelmente nervoso durante a audiência pública há pouco na Assembleia. Tentou se  eximir da culpa pelo reajuste e colocar a responsabilidade em outros. Não conseguiu.

Segundo ele, hoje o papel do Ipasgo extrapola o objetivo para qual ele foi criado, que era de atender o servidor público goiano.