Em queda livre na Agehab, Eurípedes do Carmo transforma marcha para Jesus em ato político em Bela Vista

Pegou mal para Eurípedes do Carmo usar a marcha para Jesus como ato político em Bela Vista um ano antes das eleições municipais. Os fiéis estão cansados dessas atitudes e estão de olho vivo.

O Ministério Público também está de olho em cada passo de Eurípedes, que já foi denunciado por atraso na entrega de obras e suspeita de irregularidades nos contratos de 41 casas populares, quando ele era prefeito. Agora, no inicio da última semana,  o MP pediu a exoneração dele, atual  presidente da Agehab, por ocupar o cargo irregularmente.